Projeto Gmt

Voltar para Eletrônica e Telecomunicações

Projeto GMT

Atualmente o IMT participa da cooperação mundial, entre universidades e instituições de pesquisas, para a construção do Telescópio Gigante de Magalhães, conhecido internacionalmente como GMT. O telescópio será construído no Observatório de Las Campanas, no deserto do Atacama, no Chile.

O equipamento será o maior do mundo e está classificado como o primeiro da classe Telescópios Extremamente Grandes com alta capacidade de captação de definição e sensibilidade do cosmos e irá explorar o passado até perto do Big Bang. O poder de resolução será 10 vezes maior do que o do Telescópio Espacial Hubble, equipamento mais potente do mundo no momento. Tem um design único, construído com sete espelhos monolíticos rígidos gigantes de 8,4 metros de diâmetro cada. Seis espelhos cercam um espelho central e formam uma superfície óptica única de 24,5 metros, com uma área total de coleta de luz de 368 metros quadrados.

Além do Instituto Mauá de Tecnologia, o projeto GMT também conta com a presença do IAG (Instituto de Astrologia, Geofísica e Ciências Atmosféricas) da USP (Universidade de São Paulo) no consórcio internacional formado por EUA, Austrália, Coreia do Sul e Brasil.

O projeto e construção desse telescópio vai permitir a descoberta, na ciência, desde os estudos das primeiras estrelas e galáxias no universo, até a exploração de planetas em torno de outras estrelas. Inicialmente, o foco do IMT no projeto está nas áreas de engenharia de sistemas e engenharia de software, com grande contribuição na área de instrumentação eletrônica do telescópio. O objetivo da instituição é colaborar com o projeto com o emprego de sua capacidade de pesquisa e geração de conhecimento em engenharia.


Fernando de Almeida Martins


Telefone: (11) 4239-3007 / (11) 4239-3019
Email: cp-det@maua.br?