Indústria 4.0

Diferenciais

Para o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, “o entendimento dos impactos dos cenários derivados do surgimento da Manufatura Avançada - ou Indústria 4.0 - em distintos setores industriais é crítico para os desenhos das novas estratégias de políticas industriais, de desenvolvimento de cadeias de valor, de processos de formação de recursos humanos, entre outros”.

Ciente desse desafio, o Instituto Mauá de Tecnologia apresenta o Curso de Pós-graduação em Indústria 4.0, que foi concebido para oferecer aos participantes, de forma diferenciada: a) o adequado posicionamento frente a esse novo cenário turbulento e repleto de transformações por vezes disruptivas; b) o correto conteúdo técnico para auxiliá-los na jornada rumo a esse novo patamar que se caracteriza pela customização dos sistemas produtivos.

As aulas são ministradas de forma interativa e colaborativa, com atividades práticas que desafiem os participantes a: a) desenharem o cenário futuro, repleto de ferramentas com alto conteúdo tecnológico; b) planejarem a sua jornada com destino a esse futuro, de forma que possam escolher as ferramentas compatíveis aos recursos humanos e financeiros disponíveis.

O curso é inserido na nova estrutura modular da Mauá, que disponibiliza ao aluno diversos roteiros para que ele customize a sua especialização, numa demonstração clara da aplicação dos conceitos da Indústria 4.0.

Objetivo

O objetivo deste curso é capacitar profissionais para liderar o novo e inevitável ambiente tecnológico, denominado Manufatura Avançada ou Indústria 4.0, que se caracteriza pela customização de sistemas produtivos, cada vez mais conectados e globalizados, para o correto atendimento das expectativas dos consumidores.

Público-alvo

Profissionais das áreas de Engenharia, Administração, Tecnologia, Medicina, Biologia, Matemática, Estatística, Design, Arquitetura, Agronomia, Tecnologia da Informação e Telecomunicações, além de empreendedores e interessados.

Coordenação

Antonio Carlos Dantas Cabral

Doutor em Engenharia de Produção pela USP. Mestre em Food Science - RUTGERS - The State University of New Jersey. MBA em Marketing pela FGV. Engenheiro de Alimentos pela Unicamp. Experiência como gestor de desenvolvimento de sistemas de embalagem em grandes empresas.

Ari Nelson Rodrigues Costa

Engenheiro Eletrônico pela POLI/USP, Físico pela USP, pós-graduado em Engenharia da Qualidade pela POLI/USP, em Engenharia de Embalagem pela Michigan State, e em Engenharia de Processos Industriais pelo IMT. Mestre em Engenharia Industrial pelo IMT. Doutorando em Sistemas Agroindustriais Sustentáveis pela UNICAMP. Experiência internacional em transferência de tecnologia, atuando nas áreas de automação, telecomunicações, gestão de produto, processos, qualidade de indústrias de diversos segmentos. Professor do Centro Universitário da Mauá. Pesquisador do Centro de Pesquisas do IMT no Núcleo de Sistemas Produtivos Inteligentes.

Camilla Dojicsar Alves de Macedo

Mestranda em Engenharia Mecânica na FEI, pós-graduada em Gerenciamento de Projetos pela USP e graduada em Engenharia de Produção pela FEI, atuou em diferentes departamentos industriais como Indústria 4.0, otimização de processos, engenharia de projetos, produção, sistemas de qualidade, EHS, inovação, gestão do conhecimento e TI. Suas experiências incluem gestão internacional de pessoas, fornecedores e projetos. Professora da disciplina  "Gerenciamento de Sistemas Produtivos Inteligentes" do Curso de Engenharia de Produção da Mauá.

Módulos do curso

Estratégia Organizacional da Indústria 4.0

Avaliação do Nível da Maturidade 4.0 das Indústrias

32 h

Apresentar metodologia para identificar o nível de maturidade das organizações em termos de Indústria 4.0, utilizando o conceito global da ACATECH - Academia Alemã de Ciências e Engenharia. Sugerir estratégias de alocação de recursos e investimentos de forma assertiva e competitiva. Estudar e analisar casos práticos.

Gerenciamento estratégico do plano de investimento

44 h

Apresentar ferramentas para avaliar investimentos em tecnologias digitais a partir de demonstrativos financeiros. Sugerir estratégias de investimento para implantação em sistemas produtivos de diferentes graus de complexidade. Demonstrar como criar planos de negócios para agilizar tomadas de decisão. Apresentar as lições aprendidas e boas práticas já obtidas pelas indústrias.

Gestão de Projetos Digitais

44 h

Introduzir a metodologia de mapeamento de processos para torná-los padronizados, melhorados, atualizados e gerenciáveis. Estudar e analisar casos práticos.

Processo de Implementação da Indústria 4.0

Análise das Tecnologias: Definição, Arquitetura Técnica, Pré-requisitos e Investimento

64 h

Aprofundar o conhecimento das tecnologias emergentes, com foco em suas aplicabilidades, benefícios, investimentos e pré-requisitos. Os conceitos de cada tecnologia serão ministrados por especialistas. Estudar e analisar casos práticos.

Novos Modelos de Negócios

24 h

Apresentar os novos modelos de negócios provenientes da 4a revolução industrial e quais são as técnicas de mercado para aproximar clientes e empresas em tempo real. Destaca também as novas estratégias para inovar no mercado e liderar negócios. Estudar e analisar casos práticos.

Plano de Implementação do Conceito "Indústria 4.0"

32 h

Estudar os pré-requisitos em termos técnicos, organizacionais e de recursos, bem como propõe modelos de estrutura organizacional para implementar a cultura da indústria 4.0. Apresentar ferramentas para gerenciar as mudanças e expectativas dos recursos humanos envolvidos. Introduzir diferentes metodologias ágeis de implementação de projetos, frente ao cenário 4.0 que requer resultados rápidos e competitivos. Estudar e analisar casos práticos.

Vantagens Competitivas da Indústria 4.0

Capabilidades Críticas da Indústria 4.0

32 h

Apresentar as transformações de impacto e quais estratégias podem ser adotadas nos novos modelos de negócios. Mostrar as tendências das indústrias em imediato, curto e médio prazo. Detalhar o perfil requerido dos profissionais para garantir sucesso no processo de implementação e sustentação das tecnologias digitais. Estudar e analisar casos práticos.

Competitividade dos Sistemas Produtivos

32 h

Apresentar o conceito de manufatura inteligente e as principais mudanças no modelo de gestão dos negócios e das indústrias advindas da sua adoção. Introduzir o conceito da indústria 4.0 por meio da linha cronológica das revoluções industriais e apresenta o atual cenário industrial Brasileiro, frente aos demais países. Identificar quais são as tecnologias digitais disponíveis e suas tendências num prazo de curto e médio prazo. Contextualizar quais são as oportunidades e riscos dos impulsionadores frente à competitividade global, detalhada nos Relatórios do Fórum Econômico Mundial. Estudar e analisar casos práticos.

Engenharia de Sistemas & Tecnologia da Informação

36 h

Destacar a importância dos dados para gerir uma indústria e definir novos modelos de negócios. Introduzir mecanismos para coleta de dados em tempo real por meio de sensoriamento de instalações. Apresentar ferramentas de análise de dados coletados em diferentes quantidades e situações. Estudar e analisar casos práticos.

Gestão das Operações: da Eficiência à Eficácia dos Sistemas Produtivos

20 h

Preparar os profissionais para compreenderem os conceitos básicos da metodologia Lean Menufacturing (um dos pré-requisitos para a implementação das soluções digitais) e como utilizá-los para melhorar o desempenho dos processos. Auxiliar a resolver problemas localizados em sua própria área de negócios. Estudar e analisar casos práticos.

Corpo Docente

Antonio Carlos Dantas Cabral

Doutor em Engenharia de Produção pela USP. Mestre em Food Science - RUTGERS - The State University of New Jersey. MBA em Marketing pela FGV. Engenheiro de Alimentos pela Unicamp. Experiência como gestor de desenvolvimento de sistemas de embalagem em grandes empresas.

Ari Nelson Rodrigues Costa

Engenheiro Eletrônico pela POLI/USP, Físico pela USP, pós-graduado em Engenharia da Qualidade pela POLI/USP, em Engenharia de Embalagem pela Michigan State, e em Engenharia de Processos Industriais pelo IMT. Mestre em Engenharia Industrial pelo IMT. Doutorando em Sistemas Agroindustriais Sustentáveis pela UNICAMP. Experiência internacional em transferência de tecnologia, atuando nas áreas de automação, telecomunicações, gestão de produto, processos, qualidade de indústrias de diversos segmentos. Professor do Centro Universitário da Mauá. Pesquisador do Centro de Pesquisas do IMT no Núcleo de Sistemas Produtivos Inteligentes.

Camilla Dojicsar Alves de Macedo

Mestranda em Engenharia Mecânica na FEI, pós-graduada em Gerenciamento de Projetos pela USP e graduada em Engenharia de Produção pela FEI, atuou em diferentes departamentos industriais como Indústria 4.0, otimização de processos, engenharia de projetos, produção, sistemas de qualidade, EHS, inovação, gestão do conhecimento e TI. Suas experiências incluem gestão internacional de pessoas, fornecedores e projetos. Professora da disciplina  "Gerenciamento de Sistemas Produtivos Inteligentes" do Curso de Engenharia de Produção da Mauá.

Dalciana Waller

MBA em gestão empresarial na FGV e mestre em simulação, controle e otimização de processos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, tem graduação em Engenharia química, pela UFRGS e dupla-diplomação em Engenharia generalista na École Centrale Paris. Atuou em indústrias multinacionais gerenciando projetos de engenharia (CAPEX) e  executando  avaliações econômico-financeiras de projetos e negócios nacionais e internacionais.

Daniel Kashiwamura Scheffer

Bacharelado e mestrado em Estatística com a graduação e a pós-graduação obtidas no Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP). Professor dos cursos de Administração e Engenharia do Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia (CEUN-IMT). Tem grande experiência em análise de dados.

Fabiana Giusti Serra

Mestra em Engenharia de Produção. Engenheira Mecânica pelo Centro Universitário da FEI (2001). Professora no curso de graduação em Engenharia de Produção no IMT. Professora do curso de Engenharia de Produção e na MBA em Lean Manufacturing da UNIP. Professora convidada no Curso de Administração da FECAP. Experiência profissional de mais de 15 anos em excelência operacional e gestão de sistemas de qualidade e meio ambiente nos segmentos automobilístico e eólico. Consultora de indústria e serviços em implementação de Lean Manufacturing e sistemas da qualidade.

Fernando Silveira Madani

Doutor em Engenharia Aeronáutica pelo ITA. Coordenador no Instituto Mauá de Tecnologia. Atua nas áreas de robótica, automação flexível, controle de processos contínuos, implementação de tarefas multi-agente com robôs autônomos, indústria 4.0.

Jose Antonio Franco Ferrari

Mestre em Gestão Integrada (Senac), pós-graduado em Administração de Empresas (USP), graduado em Engenharia Química (UNICAMP), Especialização em Gerenciamento de Operações e Redução de Perdas (ILCI – USA) e Black Belt (Dow – USA). Gestor em diferentes culturas e diferentes empresas no Brasil e no exterior, liderando a implementação de Times de Alta Performance e de mudança organizacional e cultural (Empowerment). Experiência em otimização de processos produtivos, Supply Chain e EHS. Atualmente é Diretor de Projetos de Excelência Operacional e da implementação da Industria 4.0 na Symnetics Consultoria.

Leonardo Chwif

Engenheiro Mecâtronico, Mestre em Engenharia Mecânica e Doutor em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo. Professor da Escola de Engenharia Mauá e da Escola de Administração Mauá. Professor e supervisor do curso de MBA em Gestão de Projetos do Unifieo. Consultor em simulação de processos na empresa Simulate Tecnologia de Simulação Ltda. Possui vasta experiência na área de Gestão e Engenharia de Produção, com ênfase em Modelos de Simulação de Eventos Discretos.

Mauro José Sandri

Engenheiro eletricista pela Faculdade de Engenharia de Sorocaba (FACENS), 1982; pós-graduado em administração de empresas pela Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP), 1992; especialização em gestão da inovação Open Innovation pela Escola Politécnica da USP, 2010. Durante 25 anos atuou na Festo Brasil como responsável pelas áreas de projetos de sistemas de automação, inovação tecnológicos e P&D. Possui experiências profissionais nos segmentos automotivo, alimentício e em indústrias de transformação. Consultor especialista do Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia em IoT e tecnologias de sensoriamento de máquinas e equipamentos industriais.

Tiago Sanches da Silva

Graduado em Engenharia de Computação pelo Instituto Mauá de Tecnologia (2011); Mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (2016). Atualmente é professor do Instituto Mauá de Tecnologia nos cursos de graduação e pós-graduação. Pesquisador e arquiteto de SW do Núcleo de Sistemas Embarcados (CEUN-IMT) em sistemas críticos. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Inteligência Artificial e ciência de dados aplicada, arquitetura web para aplicações na nuvem e sistemas microcontrolados. Como linha de pesquisa e estudos, tem interesse nos seguintes temas: Inteligência Artificial, Mineração de Dados, Big Data e Computação de Alto Desempenho.

Vivian Borges

Bacharelado e Licenciatura Plena em Química pelo Centro Universitário Fundação Santo André.  Especialização em Cosmetologia pelas Faculdades Oswaldo Cruz. Mestrado em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos pelo Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia. Microempresária. Professora visitante da CINTEP/PB, SENAC /SC e IMT/SP. Consultora na área de química, com ênfase em cosmetologia, focada em educação, engenharia de produção e indústria cosmética.

Wânderson de Oliveira Assis

Bacharelado em Engenharia Industrial Elétrica pelo Instituto Católico de Minas Gerais, mestrado em Engenharia Elétrica pela Escola Federal de Engenharia de Itajubá e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas.  Professor titular do Instituto Mauá de Tecnologia onde coordena o curso de Engenharia Eletrônica além dos cursos de Pós-Graduação em Engenharia de Controle de Processos Industriais e Automação Industrial. Tem grande experiência em sistemas de controle, automação industrial, robótica autônoma, IoT (Internet of Things), inteligência artificial (redes neurais e lógica fuzzy), eletrônica embarcada, tecnologia assistiva e laboratórios remotos (WebLabs).

>