Engenharia de Embalagem: Inovação e Indústria 4.0

Embalagem é muito mais do que o recipiente que contém os mais variados produtos. É um SISTEMA, definido como o conjunto de operações, materiais e acessórios utilizados na indústria com a finalidade de conter, proteger e conservar os diversos produtos e transportá-los aos pontos de venda ou utilização.

A excelência do desempenho de todos os atores desse sistema (empresas, consumidores e sociedade) é alicerçada na adição de valor equânime para todos eles, fato que requer condições operacionais perfeitamente conhecidas e otimizadas, consciência ambiental e inovação contínua e colaborativa. Esse é o ponto de partida da jornada rumo ao futuro 4.0, que se afigura inevitável.

Ciente da necessidade de preparar os profissionais que atuam no setor, o Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia, apresenta o Curso de Pós-graduação intitulado ENGENHARIA DE EMBALAGEM: INOVAÇÃO E INDÚSTRIA 4.0. 

O curso tem três módulos:

• Indústria 4.0: Adaptação Corporativa e Competitividade, que analisa e aplica os conceitos do Plano de CT&I para Manufatura Avançada no Brasil aliado às recomendações da ACATECH - Academia Alemã de Ciência e Engenharia;
Inovação em Embalagem, que aborda a visão sistêmica, o conhecimento, a negociação e o design como ferramentas indispensáveis para inovar;
Sistema Embalagem e a Indústria 4.0, que estuda a cadeia de suprimentos, o gerenciamento colaborativo, os equipamentos e o projeto de sistema embalagem com aplicação dos conceitos da Indústria 4.0.

As aulas são ministradas de forma interativa e colaborativa, com atividades práticas que desafiem os participantes a: a) desenharem cenários futuros; b) planejarem a sua jornada com destino a esse futuro, de forma que possam escolher as ferramentas compatíveis aos recursos humanos e financeiros disponíveis.

Objetivo 

Capacitar profissionais de indústrias fabricantes e usuárias de embalagem se preparem para fazer frente aos desafios do ambiente tecnológico denominado Indústria 4.0, que se caracteriza por sistemas produtivos, conectados e globalizados, para o correto atendimento dos anseios dos consumidores.

Público-alvo

Profissionais graduados interessados na especialização técnica focada em Manufatura Avançada (Indústria 4.0) para atuar nas empresas fabricantes e usuárias de embalagens e nas prestadoras de serviços para o setor.

Diferencial

O curso apresenta, de forma simples e objetiva, o roteiro fundamental a ser seguido pelos fabricantes e usuários de embalagem que almejam atingir o status 4.0. O intercâmbio internacional com a Michigan State University - The School of Packaging - é oportunidade única oferecida aos alunos que pretendam cursar disciplinas focadas em embalagem e participar de projetos oferecidos por aquela instituição.

Mais Informações

Início do Curso
Março de 2020
Horário
Das 8h30 às 17h
Dias de aula
Sábados

Investimento - Valores já atualizados para o ano de 2020
Matrícula
Os valores correspondentes aos descontos por períodos serão concedidos de acordo com a data de pagamento da taxa de Reserva
Mensalidades
5 parcelas de R$ 1.580,00

Até 18 de outubro R$ 1.280,00 
Até 20 de dezembro R$ 1.380,00 
Após 20 de dezembro R$ 1.580,00

DESCONTOS

Ex-aluno: 10%
Grupos (2 ou mais alunos): 10%
Associados da AEXAM (ex-alunos): 15%
Ex-aluno graduado na Mauá em 2019: 30%
Empresas conveniadas (a consultar)

Veja opção de financiamento
por módulo
Taxa de Reserva: R$280,00

O pagamento poderá ser efetuado por meio de boleto, cartão de débito ou crédito.
Na efetivação da matrícula essa Taxa de Reserva será deduzida do valor da matricula. Em caso de desistência da matrícula o valor da taxa de reserva não será devolvido e a retenção se faz necessária para pagamento das despesas administrativas relativas ao processo seletivo, conforme preconizado no Código de Defesa do Consumidor. Caso não haja número de alunos interessados para formação de turma, o valor correspondente à Taxa de Reserva será devolvido integralmente.

Coordenação

Antonio Carlos Dantas Cabral

Doutor em Engenharia de Produção pela USP. Mestre em Food Science - RUTGERS - The State University of New Jersey. MBA em Marketing pela FGV. Engenheiro de Alimentos pela Unicamp. Experiência como gestor de desenvolvimento de sistemas de embalagem em grandes empresas.

Módulos do curso

Indústria 4.0: Adaptação Corporativa e Competitividade

A Indústria 4.0: Conceitos Fundamentais

12 h

Apresentar o conceito de manufatura inteligente e as principais mudanças no modelo de gestão dos negócios e das indústrias advindas da sua adoção. Introduzir o conceito da indústria 4.0 por meio da linha cronológica das revoluções industriais e analisar o atual cenário industrial Brasileiro, frente aos demais países. Identificar quais são as tecnologias digitais disponíveis e suas tendências num prazo de curto e médio prazo. Apresentar as transformações de impacto e quais estratégias podem ser adotadas nos novos modelos de negócios. Estudar e analisar casos práticos.

Análise Estatística de Dados

24 h

Apresentar as ferramentas estatísticas necessárias para se compreender problemas de ciência de dados. Utilizando exemplos práticos e aplicados, é inicialmente abordado conceitos relacionados a probabilidade, versando sobre a teoria clássica, frequentista, probabilidade condicional, teorema de Bayes e modelos de probabilidade. Também é apresentado conceitos relacionados a estatística descritiva, abordando conceitos de princípios de amostragem, resumos gráficos e tabulares, tratamento de dados (análise de inconsistências na base de dados, detecção de outliers, transformação de variáveis) e verificação de ajuste de modelos. Por fim a disciplina apresentará conceitos relacionados a estatística inferencial: abordando estimação intervalar (determinação de margem de erro e dimensionamento de amostras) e os princípios dos testes estatísticos, necessários para a determinação de modelos de previsão.

Competitividade e Capacitação para a Indústria 4.0

24 h

Contextualizar as oportunidades e riscos dos impulsionadores frente à competitividade global, detalhada nos Relatórios do Fórum Econômico Mundial. Mostrar as tendências das indústrias em curto e médio prazo. Detalhar o perfil requerido dos profissionais para garantir sucesso no processo de implementação e sustentação das tecnologias digitais. Preparar os profissionais para compreenderem os conceitos básicos da metodologia Lean Manufacturing (um dos pré-requisitos para a implementação das soluções digitais) e como utilizá-los para melhorar o desempenho dos processos. Estudar e analisar casos práticos.

Modelagem e Simulação de Melhorias

20 h

Modelar sistemas produtivos para identificar pontos críticos e oportunidades de melhoria; Simular cenários utilizando softwares específicos. Estudar e analisar casos práticos.

Road Map para implantação de conceitos da Indústria 4.0

20 h

Estudar os pré-requisitos em termos técnicos, organizacionais e de recursos, bem como propõe modelos de estrutura organizacional para implementar a cultura da indústria 4.0. Apresentar ferramentas para gerenciar as mudanças e expectativas dos recursos humanos envolvidos. Apresentar a metodologia para identificar o nível de maturidade das organizações em termos de Indústria 4.0, utilizando o conceito global da ACATECH - Academia Alemã de Ciências e Engenharia. Introduzir diferentes metodologias ágeis de implementação de projetos, frente ao cenário 4.0 que requer resultados rápidos e competitivos. Estudar e analisar casos práticos.

Sensorização para coleta e análise de dados

20 h

Apresentar os conceitos fundamentais sobre sensores. Mostrar o roteiro para responder as questões fundamentais: onde, quando e o que medir? Enfatizar a importância de conhecer os fundamentos e os indicadores chave dos sistemas produtivos nos quais que se pretende introduzir as ferramentas da Indústria 4.0.

Estudar e analisar casos práticos.

Inovação em Embalagem

Conhecimento e Inovação

28 h

Apresentar roteiro para formar e gerenciar o conhecimento como alicerce para a inovação e a vantagem competitiva. Discutir a economia do conhecimento e da inovação. Apresentar mecanismos para identificar e explorar oportunidades de inovação e ferramentas de gerenciamento do processo de inovação.

Design e Inovação em Embalagem

36 h

Desenvolver um projeto de Design & Inovação na Embalagem com base num briefing entregue por uma empresa do mercado. O projeto é desenvolvido com base no livro “Inovação na Embalagem” e apresentado à empresa apoiadora.

Negociação para Inovar em Embalagem

28 h

Instrumentar os alunos para a aplicação cotidiana das habilidades fundamentais ao profissional que se interessa pela inovação em embalagem. Desenvolver habilidades de soluções de conflitos, e aprender técnicas para influenciar pessoas a fim de obter sucesso em uma negociação para inovar em embalagem. Estudos de casos colocam o participante como protagonista na construção do conhecimento para a inovação.

Visão Sistêmica da Inovação em Embalagem

28 h

Apresentar a embalagem como um sistema aberto que deve ser permanente objeto de inovações incrementais, radicais ou disruptivas, de produto, de processo, organizacionais e de marketing. Apresentar os conceitos de custo e de valor sistêmicos e como eles podem ser utilizados para guiar as atividades inovadoras que permitem vantagem competitiva para a empresa.

Sistema Embalagem e a Indústria 4.0

As Atuais Cadeias de Suprimentos: Indicadores, Adição de Valor e Governança

24 h

Discutir conceitos e estratégias como ponto de partida para a jornada rumo à Cadeia de Suprimentos 4.0. Apresentar os principais indicadores de eficiência e eficácia da cadeia de suprimentos, que deve ser entendida como um sistema produtivo. Analisar criticamente os procedimentos atuais e sua relação com o valor adicionado aos atores. Entender a eficiência dos recursos tecnológicos aplicados nas atuais cadeias de suprimentos. Discutir a gestão e a governança e o papel de cada ator na cadeia de suprimentos. Estudos de casos.

Equipamentos para o Sistema Embalagem e a Jornada até a Indústria 4.0

32 h

Apresentar os tipos e princípios de funcionamento dos principais equipamentos utilizados no Sistema Embalagem. Estudar as medidas de produtividade e eficiência (OEE) focadas no gargalo das linhas de produção e nos pontos críticos de controle. Avaliar criticamente os métodos de coleta e análise de dados com ênfase na instalação de sensores de baixo custo. Relacionar as medidas com a jornada rumo à Indústria 4.0. Estudos de casos.

Gerenciamento Colaborativo do Sistema Embalagem

32 h

Apresentar o modelo de gerenciamento do Sistema Embalagem com base em indicadores chave e na conectividade para otimizar o custo sistêmico e gerar valor adicionado compartilhado. Utilizar a ferramenta Diagnóstico do Sistema Embalagem para identificar oportunidades de melhoria nas operações e o real posicionamento da empresa na jornada rumo à Indústria 4.0. Apresentar técnicas de abordagem de situações com diferentes quantidades de dados para tomar a melhor decisão. Estudos de casos.

Projeto de Sistema Embalagem com Aplicação de Conceitos da Indústria 4.0

32 h

Projetar um Sistema Embalagem com a utilização de conceitos e tecnologias da Indústria 4.0: sensores, análise de dados, sistemas ciberfísicos, realidade virtual, entre outros. Especificar indicadores com o foco nos pontos críticos de controle. Estudos de casos. 

Corpo Docente

Antonio Carlos Dantas Cabral

Doutor em Engenharia de Produção pela USP. Mestre em Food Science - RUTGERS - The State University of New Jersey. MBA em Marketing pela FGV. Engenheiro de Alimentos pela Unicamp. Experiência como gestor de desenvolvimento de sistemas de embalagem em grandes empresas.

Aparecido Roberley Borghi

Mestre em Administração pelo IMES, Especialista em Administração Indl pela USP, e em Planejamento e Gestão Estratégica de Marketing pela FSA, Graduado em Tecnologia de Processos de Produção pela FATEC.

Ari Nelson Rodrigues Costa

Engenheiro Eletrônico pela POLI/USP, Físico pela USP, pós-graduado em Engenharia da Qualidade pela POLI/USP, em Engenharia de Embalagem pela Michigan State, e em Engenharia de Processos Industriais pelo IMT. Mestre em Engenharia Industrial pelo IMT. Doutorando em Sistemas Agroindustriais Sustentáveis pela UNICAMP. Experiência internacional em transferência de tecnologia, atuando nas áreas de automação, telecomunicações, gestão de produto, processos, qualidade de indústrias de diversos segmentos. Professor do Centro Universitário da Mauá. Pesquisador do Centro de Pesquisas do IMT no Núcleo de Sistemas Produtivos Inteligentes.

Daniel Kashiwamura Scheffer

Bacharelado e mestrado em Estatística com a graduação e a pós-graduação obtidas no Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP). Professor dos cursos de Administração e Engenharia do Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia (CEUN-IMT). Tem grande experiência em análise de dados.

Fabio Mestriner

Especialista em Design e Inteligência de embalagem, atualmente dedicado a projetos exclusivos na área de embalagem e a produção de livros didáticos neste tema. Diretor da Fabio Mestriner Design & Inteligência de Embalagem Ltda.

Guilherme Brammer

Engenheiro de Materiais pela Universidade Mackenzie, especialista em Marketing pela USP e em negócios sustentáveis pela FGV-SP. Tem experiência em negócios B2B em produtores de matérias-primas para indústria. Especialista em Economia Circular fundou a Boomera, reconhecida pelo World Economic Forum e revista Entrepreneur como umas das cinco startups que estão tornando a América mais sustentável. Apoia grandes empresas a transformar a forma de produção em um modelo mais circular. Foi escolhido Empreendedor Social 2016 pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, Profissional do Ano 2016 pela Embanews.

Leonardo Chwif

Graduado em Engenharia Mecatrônica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Mestre pela USP e Doutor pela USP/Brunel University (U.K) em simulação de processos. Possui mais de 20 anos de experiência em simulação, tendo trabalhado também em grandes empresas como Mercedes-Benz e Whirpool Corporation. Já realizou mais de 200 projetos de simulação. É autor do Livro: Modelagem e Simulação de Eventos Discretos.

Nicolas Isidoro Oliva

Pós Graduado em Liderança pela IAE Business School-Buenos Aires. MBA em Logística e Supply Chain pela FGV. MBA em Direção de Empresas pela Universidade Del Cema UCEMA-Buenos Aires. Engenheiro Industrial pela Universidade Nacional de La Plata-Buenos Aires.

Tiago Sanches da Silva

Graduado em Engenharia de Computação pelo Instituto Mauá de Tecnologia (2011); Mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (2016). Atualmente é professor do Instituto Mauá de Tecnologia nos cursos de graduação e pós-graduação. Pesquisador e arquiteto de SW do Núcleo de Sistemas Embarcados (CEUN-IMT) em sistemas críticos. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Inteligência Artificial e ciência de dados aplicada, arquitetura web para aplicações na nuvem e sistemas microcontrolados. Como linha de pesquisa e estudos, tem interesse nos seguintes temas: Inteligência Artificial, Mineração de Dados, Big Data e Computação de Alto Desempenho.

Wanderlei Marinho

Engenheiro eletricista pela Universidade Santa Cecília. Especialização pela University of Manchester Institute of Science and Technology - UMIST, Manchester, Inglaterra. Mestrado e Doutorado em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP. Curso: Business and Management for International Professionals na University of California, Irvine - EUA. Curso: Negotiation for Senior Executives na Harvard University em Cambridge - EUA. Curso: Executive Program on Project Management na The George Washington University School of Business em Washington DC - EUA. Membro do Project Management Institute - PMI-EUA, e PMI Chapter São Paulo. Revisor do IEEE - Institute of Electrical and Electronics Engineers - EUA. Membro da Society of Automotive Engineers - SAE - Brasil, onde atua no Comitê de Veículos Elétricos e Híbridos. Professor de cursos de MBA da Fundação Getúlio Vargas – FGV e do Instituto Mauá de Tecnologia - IMT.

>