Material Rodante – Locomotivas, Vagões, Composições de Passageiros/VLT - 40h On-line

Objetivo

Permitir aos profissionais atuantes no setor metroferroviário ou em atividades afins, com diferentes formações em Engenharia a atividades correlatas, ter a oportunidade de consolidar seus conhecimentos e experiências adicionando o estudo da dinâmica metroferroviária e interação veículo-via e de sistema metroferroviários à especialização em material rodante (locomotivas, vagões, composições de passageiros e veículo leve sobre trilho (VLTs). 

Público-alvo

Profissionais com diferentes formações como Engenharia, Técnicos de nível superior, Arquitetos e outros graduados que atuem ou pretendam sistematizar e consolidar conhecimentos multidisciplinares, para atenderem às diferentes demandas das empresas atuantes no setor metroferroviário (operadores, fabricantes, consultoras, manutenção, logística, financeiras e jurídicas entre outras).

Mais Informações

Início do Curso
Março de 2021
Horário
Das 19h às 21h
Dias de aula
Terças e quintas-feiras

Investimento
R$3.200,00
3 parcelas de R$ 1.066,66**

VALORES ESPECIAIS

Alunos e Colaboradores do IMT: R$ 1.920,00
Ex-aluno do IMT associados à AEXAM: R$ 2.080,00
Ex-alunos do IMT: R$ 2.240,00
Alunos de Graduação e Pós-graduação de outras instituições de ensino: R$ 2.560,00 (descontos não cumulativos)

*Valores já atualizados para 2021, sujeitos a correção por índices inflacionários para o período de 2022
**Parcelamento no Cartão de Crédito

Coordenação

Henrique José Boneti

Engenheiro Eletricista pela Escola de Engenharia Mauá (1974), Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental pela FIPT- Instituto de Pesquisas tecnológicas do ESP (IPT-2007), créditos das disciplinas do Curso de Mestrado em Finanças-Escola de Economia e Administração- USP (1988-1991) e Pós-graduação em Economia de Empresas, CEAG-FGV-Fundação Getúlio Vargas-SP (1978-1980). Experiência ampla em empresas de consultoria e industriais com atuação local e internacional tais como Engevix, Indústrias Villares S.A., Sigla-Jeumont Schneider, Resana S.A.-Indústrias Químicas, CMW/Alstom, Siemens, TIISA S.A. e SSBB Consultoria. Consultor técnico da Revista Ferroviária e em alimentação (tração) elétrica de sistemas de transportes metroferroviários.

Manoel Ferreira Mendes

Engenheiro Eletricista pela Universidade Católica de Petrópolis, atuante no setor desde 1983, com especialização em engenharia industrial e sistemas de potência. Pós-graduado em Management pela FGV e engenharia metroferroviária pelo IME-Instituto Militar de Engenharia. Coordenador dos cursos de pós-graduação em Engenharia Metroferroviária do CEPEFER-Centro de Pesquisas Ferroviárias (MBRail-Master Business Rail) e da primeira ferrovia-escola, Ferrovia-Escola de Paraíba do Sul. Ocupou cargos de gerência, diretoria e consultoria em diversas empresas como Cia. Industrial Santa Matilde, Schneider, Alstom, Siemens e T´Trans.

Disciplinas

Dinâmica Metroferroviária e Interação Veículo-Via

8 h

Principais conceitos relativos à dinâmica metroferroviária como os efeitos das resistências normais, dinâmica do movimento, evolução do contato roda-trilho, teoria da inscrição ferroviária, perfis verticais e horizontais da via permanente, movimentos parasitas nos veículos, sistema ferroviário e aderência. Também são abordados os aspectos de trabalho e potência de Tração, força e esforço trator. Estudo do comportamento e desempenho de um trem e dimensionamento de trens. Dimensionamento de trens.

Material Rodante – Conceitos/Tecnologias (locomotivas, vagões, composições de passageiros)

16 h

Evolução do projeto e construção de locomotivas, vagões e composições de passageiros (metrôs, metropolitanos e veículos leves sobre trilhos-VLTs, trens regionais e monotrilhos) e das tecnologias associadas. Detalhes construtivos e suas funções. Estudo dos diferentes tipos e usos e detalhes construtivos e suas funções. Particularização da operação em função do trem-tipo. Princípio de operação e desempenho operacional de veículos, conforto e segurança.

Operação de Sistemas Metroferroviários – Planejamento e Controle

8 h

Tráfego metroferroviário e seus aspectos específicos. Movimentação dos trens. Estações, terminais e pátios. Integração multimodal. Estudo da capacidade de vias. Introdução à simulação operacional.

Sistemas Metroferroviários

8 h

Conceitos em transporte metroferroviário, descrição dos diferentes modos, aspectos de projeto e análise com foco em análise sistêmica e de engenharia detalhando conceitos referentes a desempenho, capacidade, produtividade, eficiência e usos. Discute-se as características e comparações entre diferentes modos.

Corpo Docente

Alfonso Gonzales Arroyo

Engenheiro Eletrônico pela UMC (1981). Atuação por 34 anos em sistemas de sinalização[, telecomunicações, supervisão e controle centralizado em sistemas de transportes sobre trilhos. Experiência na definição de arquitetura de projetos e engenharia de sistemas de metrôs, metropolitanos, VLts e ferrovias de carga. Presentemente, atuação complementar como engenheiro de sistemas metroferroviários na Future ATP e como ISA (Independent Safety Assessor) na auditoria de segurança de sistemas pela Certifer.

Fabricio Matos Souto

Engenharia Eletricista com pós- graduação em Administração Industrial e Tecnologia Metroferroviária pela Escola Politécnica da USP. Certificação em gestão de sistemas ferroviários pela Deutsche Bahn Rail Academy. Instrutor sobre trens metropolitanos no curso de pós graduação da Escola Mauá de Engenharia em parceria com o CEPEFER. Foi instrutor em cursos técnicos da Escola Senai na área Metroferroviária, ministrando os cursos de Material Rodante e gerenciamento de manutenção. Atua há 22 anos na área do Material Rodante, como engenheiro de manutenção e, presentemente, exerce a função de chefe de depto. na CPTM - Cia Paulista de Trens Metropolitanos. 

Frederico A. H. Karg

Graduação e pós-graduação pela EPUSP - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 1974. Especialização em Concepção, Projeto, Implantação e Gestão de Sistemas Integrados de Transporte e Logística. Desde 1976, tem atuado nas áreas de concepção, desenvolvimento, viabilização e gestão de empreendimentos nas áreas de transporte ferroviário, portuário, navegação fluvial e armazenagem de commodities agrícolas, tendo prestado serviços às principais ferrovias, a portos brasileiros e diversas empresas do agribusiness. Sócio fundador e diretor das empresas Freight Consultoria e Projetos Ltda e Freight Car, Comércio e Serviços e Locação de Materiais Ferroviários, atuando nas áreas de consultoria, locação e manutenção de vagões ferroviários, desde 1992.Diretor de Operações da Ferronorte, atual Rumo Malha Norte, desde a sua concepção, em 1987 até o início de sua operação, em 1998. Assessor de Diretoria na Fepasa Ferrovias Paulista S/A - 1983 a 1989. Engenheiro na área de consultoria e projetos de transporte do CNEC - Consórcio Nacional de Engenheiro Consultores – 1978 a 1982. Analista de Sistemas da Marinha de Guerra do Brasil -1977 a 1978. Professor na área de transportes no Depto de Engenharia Naval da EPUSP - 1976 a 1980.

Henrique José Boneti

Engenheiro Eletricista pela Escola de Engenharia Mauá (1974), Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental pela FIPT- Instituto de Pesquisas tecnológicas do ESP (IPT-2007), créditos das disciplinas do Curso de Mestrado em Finanças-Escola de Economia e Administração- USP (1988-1991) e Pós-graduação em Economia de Empresas, CEAG-FGV-Fundação Getúlio Vargas-SP (1978-1980). Experiência ampla em empresas de consultoria e industriais com atuação local e internacional tais como Engevix, Indústrias Villares S.A., Sigla-Jeumont Schneider, Resana S.A.-Indústrias Químicas, CMW/Alstom, Siemens, TIISA S.A. e SSBB Consultoria. Consultor técnico da Revista Ferroviária e em alimentação (tração) elétrica de sistemas de transportes metroferroviários.

João Sergio Barra de Almeida

Engenheiro Eletricista pela U. Católica de Petrópolis (1983). Especialização em Projetos e Manutenção de Locomotivas. Atuou nas empresas EMAQ-Engenharia de Máquinas/RJ com engenheiro projetista de locomotivas. Responsável por assistência técnica Cia. Industrial Santa Matilde/RJ. Supervisor de Engenharia (Depto Ferroviário) na Equipamentos Villares S.A./SBCampo. ADTRANZ-Daimler Chrysler Rail System como Gerente de Projetos de Locomotivas. Alstom Power-Project Manager – O&M Gas Turbines. Gerente de Operações (Locomotivas) na Progress Rail Services/Caterpillar. Foi sócio-diretor (Administrativo/Produção) na Tecfer Cons. Proj. e Serviços. Presentemente é Diretor de Operações na CEDISA Com. de Máquinas e Equipamentos a Diesel Ltda.

Manoel Ferreira Mendes

Engenheiro Eletricista pela Universidade Católica de Petrópolis, atuante no setor desde 1983, com especialização em engenharia industrial e sistemas de potência. Pós-graduado em Management pela FGV e engenharia metroferroviária pelo IME-Instituto Militar de Engenharia. Coordenador dos cursos de pós-graduação em Engenharia Metroferroviária do CEPEFER-Centro de Pesquisas Ferroviárias (MBRail-Master Business Rail) e da primeira ferrovia-escola, Ferrovia-Escola de Paraíba do Sul. Ocupou cargos de gerência, diretoria e consultoria em diversas empresas como Cia. Industrial Santa Matilde, Schneider, Alstom, Siemens e T´Trans.

Marcio Lacerda Gonçalves

Engenheiro Elétricista pela Universidade Católica de Petrópolis, Extensão em engenharia de produção pela Fundação Vanzolini e MBA em finanças pela FIA-USP. Exerceu os cargos de engenheiro de aplicação da Haldex. Diretor Executivo da Knorr Bremse Brasil (Freios ferroviários-composições metroviárias e metropolitanas, vagões). Gerente Operacional da TIISA de implantação de projetos de sistemas eletromecânicos metroferroviários (subestações primárias e retificadoras e redes aérea de tração para metrô pesado e trólebus). Engenheiro responsável por assistência técnica na Cia. Industrial Santa Matilde/RF- trens-unidade e vagões.

Paulo Mauricio Furtado Rosa

Engenheiro Civil-Estruturas Metálicas pela U. Católica de Petrópolis (1978) com curso de especialização em Projeto de Ferrovias, Material Rodante, Pátios e Terminais Ferroviários. Diretor de Engenharia na Amsted Rail Inc. Especialista Master no desenvolvimento de vagões na Cia. Vale do Rio Doce (Vale). Gerente de Engenharia Ferroviária-FNV-Amsted Maxion Fundição e Equipamentos e Ferroviários. Coordenador Técnico/Gerência Vagões-MAFERSA S.A. e Engenheiro Projetista Ferroviário-Cia. Industrial Santa Matilde.

Rodrigo Ismail Miguel

Engenheiro Mecânico pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e com mestrado em Engenharia de Transportes pela Central South University, uma das principais universidades do setor metroferroviário na China. Trabalha no Metrô de São Paulo desde 2012 tendo atuado nas áreas de projeto e engenharia de manutenção de material rodante. Entre os trabalhos no Metrô de São Paulo, destaca-se a concepção e comissionamento dos 26 trens da Linha 5 Lilás. Além do Metrô, atuou nas áreas de inteligência de mercado nos setores automobilístico, metalúrgico e têxtil. É também técnico em Informática pelo Colégio Técnico da Unicamp.

Sérgio Romano

Engenheiro Mecânico -Escola de engenharia de São Carlos-EESC-USP (1980). Mestre em Engenharia Mecânica pela UNICAMP (2003). Professor da U. Metodista de Piracicaba (1981-1983). Consultor das empresas RailBrasil e Rumo (2001), Caramuru Alimentos (2005). Engnheiro Ferroviário na Amsted Maxion (2004-2012) participando do projeto da locomotiva diesel-hidráulica. Gerente da Divisão de Locomotivas na MRS Logística S.A. (1996-2000). Engenheiro na RFFSA (1985-1996) e na General Electric (1983-1989) especialista em motor diesel GE.

Wilmar Fratini

Engenheiro Eletricista pela Escola de Engenharia de São Carlos-USP (1986). Gestão Empresarial Orientada para Excelência em Desempenho-FIA/USP (2001). MBA Excelência Gerencial-FIA/USP (2003-2005). Assessor da Diretoria de Operação-Metrô SP (desde 1987). Coordenador e Professor Cursos Técnicos de Transporte Metroferroviário e sobre Pneus na Escola Técnica Estadual SP-ETESP (desde 2001). Coordenador do Grupo de Trabalho de Gestão Integrada-Comissão Metroferroviária-ANTP (2004-2012). Engenheiro da Cobrasma (1986-1987) responsável pela equipe elétrica, mecânica e hidráulica para as linhas de montagem de trens e ônibus rodoviários.

>