Notícias

Mauá leva à Fispal um serviço inovador e personalizado de preparo de bebidas e cápsulas de café

Esse serviço atende a um pedido de café expresso de forma remota e inteligente, até mesmo com a foto do visitante na espuma da bebida

São Paulo, junho de 2022 - O Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) marcará presença na Fispal Tecnologia 2022 que, pela primeira vez, acontecerá em conjunto com a TecnoCarne, o maior evento de negócios do setor de alimentos, bebidas, proteínas e embalagens do Brasil. Entre 21 e 24 de junho, no São Paulo Expo, os visitantes poderão apreciar a tecnologia de uma célula de serviço, que atende a um pedido de café expresso de forma remota, personalizada e inteligente, até mesmo com a foto do visitante na espuma da bebida.

Além disso, pela primeira vez, será utilizada uma outra célula para a produção de cápsulas de café, que irá trabalhar de acordo com os  pedidos da célula de produção de bebidas. O projeto foi desenvolvido pela Mauá, por meio do NSPI (Núcleo de Sistemas Produtivos Inteligentes), em parceria com a GRV Software e Mitsubishi Electric. A ideia foi trazer conceitos da Indústria 4.0 de forma mais lúdica para os visitantes se aproximarem dessa tecnologia.

“A onda de desenvolvimento tecnológico, denominada “quarta revolução industrial”, também prevê a criação e a expansão de meios de comunicação entre sistemas, sejam sensores e atuadores localizados, sejam corporações inteiras. Essa revolução permite, por exemplo, que máquinas possam moldar de forma autônoma e inteligente as metodologias de trabalho e que as empresas possam trocar informações e executar negociações com pouca ou nenhuma supervisão humana, o que ajudou a inspirar a própria tecnologia da máquina de café”, reforça Loredana Bonora Cobianchi, pesquisadora do NSPI.

O serviço de personalização de café conta com métodos que compreendem o uso de sistemas ciberfísicos (CPS), internet das coisas (IoT), customização em massa, modularidade e gerenciamento inteligente de produção, além de preceitos da indústria 4.0, como manutenção inteligente, modernização de processos e digitalização da manufatura.

As células trabalham em conjunto

A célula de cápsulas receberá os pedidos da célula de serviço e fará a fabricação completamente automatizada, com três tipos de opções para o cliente. “Entre as opções está a cápsula de café que será feita diretamente pela nova célula produtora de cápsulas. Vale reforçar que a fabricação e entrega de cápsulas seguirá a demanda do cliente, o que evita desperdícios de material e energia”, diz Loredana.

O cliente pode utilizar seu celular para realizar todo o processo de preparo do café, tudo por meio do chatbot  por WhatsApp, desenvolvido pela GRV Software, sem a necessidade de instalar nenhum sistema novo, o que permite a interação de forma remota e intuitiva. Além de escolher o sabor, é possível enviar uma selfie ou foto para ser impressa na espuma da bebida, por uma impressora alimentícia especializada.

“A célula de serviço é capaz de receber mensagens de encomendas, calcular o tempo de espera para preparar o produto, até mesmo pedir um feedback ao cliente, para saber se gostou do café, e convidá-lo para retornar em outros momentos durante a realização da feira. Tenho certeza de que estamos inovando a forma de servir café nos eventos de tecnologia”, conclui Diego Hernandez Arjoni, também pesquisador do NSPI.

Informações para a imprensa

RPMA Comunicação

Assessoria de Imprensa do Instituto Mauá de Tecnologia

Rodrigo Santos – (11) 99354-5230
rodrigo.santos@rpmacomunicacao.com.br

Claudio Monteiro – (11) 98970-4477
claudio.monteiro@rpmacomunicacao.com.br