Operações Unitárias da Indústria Química I


Codigo Carga Horária
T E L/P CHT
EQM206 2 2 0 160

Ementa

Tubulações industriais. Bombas. Agitação e Mistura. Propriedades dos sólidos e análise granulométrica. Fragmentação de sólidos. Dinâmica da partícula. Ciclones. Sedimentação. Escoamento em meios porosos. Fluidização. Transporte Pneumático. Filtração.

Descrição

Para se obter produtos dentro das especificações desejadas pelos clientes, uma indústria química necessita, via de regra, realizar um conjunto de operações e processos, dentre eles: a) A estocagem de matérias primas, muitas vezes, fluidos ou sólidos particulados; b) Transporte desse material até um determinado equipamento (tubulações, bombas e transporte pneumático); c) Caso o material seja um fluido (líquido/suspensão/mistura), pode ser necessária sua agitação e/ou mistura para atingir uma condição desejada; d) Caso o material seja particulado, muitas vezes ele deverá passar por um processo de fragmentação para atingir a granulometria desejada; e) Esse material que sofreu um processo de fragmentação deve ser classificado e, para tanto, a indústria química emprega a análise granulométrica; f) Caso o material particulado encontre-se em suspensão, este pode ser separado utilizando-se de operações como filtração ou sedimentação; se o material particulado estiver em uma corrente gasosa pode-se utilizar ciclones para a sua separação. g) O material particulado pode passar por um processo de fluidização com o intuito de atender uma determinada especificação. Diante do exposto, os conceitos abordados em Operações Unitárias 1 são fundamentais para dimensionar e avaliar os equipamentos necessários para atender diversas etapas do processo fabril de uma indústria química.

Responsável

Foto Professor

Kaciane Andreola

Mais Informações

Bibliografia

Básica

  • CREMASCO, Marco Aurélio. Operações unitárias em sistemas particulados e fluidomecânicos. São Paulo, SP: Blucher, 2012. 423 p.
  • MEIRELLES, Antônio José de Almeida (Org.) et al. Operações unitárias na indústria de alimentos. Rio de Janeiro: GEN/LTC, c2016. v. 1. 562 p.
  • McCABE, Warren Lee; SMITH, Julian C; HARRIOTT, Peter. Unit operations of chemical engineering. 5. ed. New York: McGraw-Hill, 1993. 1130 p.

Complementar

  • BENNETT, Carrol Osborn; MYERS, J. E. Fenômenos de transporte de quantidade de movimento, calor e massa. Trad. de Eduardo Walter Leser. São Paulo, SP: McGraw-Hill, 1978. 812 p.
  • FOUST, Alan S. Princípios das operações unitárias. Trad. de Horácio Macedo. 2. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Dois, 1982. 670 p.
  • GEANKOPLIS, Christie John. Transport processes and separation process principles: (includes unit operations). 4. ed. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall, 2003. 1026 p.
  • GOMIDE, Reynaldo. Operações unitárias. São Paulo, SP: R. Gomide, 1983. v. 1.
  • GOMIDE, Reynaldo. Operações unitárias. São Paulo, SP: R. Gomide, 1983. v. 3. 199 p.
  • MACINTYRE, Archibald Joseph. Bombas e instalações de bombeamento. 2. ed. Rio de Janeiro, RJ: LTC, 1987. 782 p.
  • MASSARANI, Giulio. Fluidodinâmica em sistemas particulados. Rio de Janeiro, RJ: UFRJ, 1997. 189 p.
  • PERRY, Robert H., (Ed.); GREEN, Don W., (Ed.). Perry's chemical engineers' handbook. 8. ed. New York: McGraw-Hill, 2008
  • POTTER, Merle C; WIGGERT, David C. Mecânica dos fluidos. Trad. da 3. ed. Norte-Americana, trad. De Antonio Pacini e All Tasks Language Technology; rev. Téc. Arnaldo Gomes de Oliveira Filho. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004. 688 p.
  • TELLES, Pedro Carlos da Silva. Tubulações industriais. [materiais, projeto, montagem]. 10. ed. Rio de Janeiro, RJ: LTC, 2003. 252 p.