Estruturas de Concreto


Codigo Carga Horária
T E L/P CHT
ETC323 0 2 2 160

Ementa

Introdução ao concreto estrutural. Segurança das estruturas: conceitos probabilísticos e o método dos estados limites (ELU e ELS). Introdução à concepção estrutural: lançamento da estrutura de um edifício, carregamentos sobre as estruturas das edificações, tomada de cargas nos elementos estruturais e ação do vento. Dimensionamento no ELU - Solicitações normais (FNS, FNC, FOC e Diagramas de Interação) e tangenciais (força cortante e torção). Dimensionamento dos pilares. Estabilidade global e efeitos de 2a ordem. Verificação no ELS: verificação de flechas e abertura de fissuras. Detalhamento de lajes, vigas e pilares. Introdução ao Concreto Protendido: conceitos básicos, sistemas e tipos de protensão, Estado Limite de Serviço (ELS), Força e Armadura de Protensão, Perdas de Protensão e Verificação no Estado Limite Último (ELU). Projeto estrutural de edifícios: Sistema integrado aplicado ao projeto de estruturas de edifícios. Interoperabilidade da modelagem estrutural com um aplicativo BIM.

Descrição

A disciplina valoriza o ato de pensar e planejar, utilizando o projeto como ferramenta de simulação de diversas soluções estruturais possíveis. Entende-se a finalidade da estrutura na engenharia, como funcionam os elementos estruturais, a noção de segurança das estruturas associada à análise de confiança estatística, assim como a compreensão que o equilíbrio dos elementos estruturais é uma qualidade essencial mínima e que a durabilidade é uma qualidade necessária que o cliente melhor identifica. Daí, a priorização das soluções que aliem à segurança, economia e "construtibilidade". Compreende-se a lógica de funcionamento das estruturas em concreto armado e protendido: posicionamento das armaduras de equilíbrio e das armaduras de compatibilidade. Atribui-se dimensão adequada às ferramentas computacionais, priorizando a conceituação da solução e a expectativa da qualidade do resultado ao invés da aceitação passiva das respostas numéricas obtidas pela informatização dos procedimentos de análise. Utiliza-se de sistema integrado aplicado ao projeto de estruturas de edifícios, e sua interoperabilidade da modelagem estrutural com um aplicativo BIM.

Responsável

Foto Professor

Januário Pellegrino Neto

Mais Informações

Docentes

Foto Professor

Marcos Monteiro

Mais Informações

Bibliografia

Básica

  • ARAÚJO, José Milton de. Curso de concreto armado. 2. ed. Rio Grande, RS: Dunas, 2003. v. 1 a 4.
  • CARVALHO, Roberto Chust; FIGUEIREDO FILHO, Jasson Rodrigues. Cálculo e detalhamento de estruturas usuais de concreto armado: segundo a NBR 6118:2003. 3. ed. São Carlos, SP: UFSCAR, 2013. 367 p.
  • CARVALHO, Roberto Chust; PINHEIRO, Libânio Miranda. Cálculo e detalhamento de estruturas usuais de concreto armado. 2. ed. São Paulo, SP: Pini, 2013. v. 2. 617 p. ISBN 9788572662765.

Complementar

  • ARAÚJO, José Milton. Projeto estrutural de edifícios de concreto armado. 2. ed. Rio Grande, RS: Dunas, 2009. 224 p.
  • FUSCO, Péricles Brasiliense. Estruturas de concreto: solicitações normais, estados limites últimos; teoria e aplicações. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Dois, 1981. 464 p.
  • FUSCO, Péricles Brasiliense. Estruturas de concreto: solicitações tangenciais. São Paulo, SP: Pini, 2008. 328 p. ISBN 9788572662086.
  • FUSCO, Péricles Brasiliense. Tecnologia do concreto estrutural: tópicos aplicados. São Caetano do Sul, SP: Pini, 2008. 179 p. ISBN 9788572662000.
  • FUSCO, Péricles Brasiliense. Técnica de armar as estruturas de concreto. São Paulo, SP: Pini, 1998. 382 p. ISBN 85-7266-057-7.
  • GRAZIANO, Francisco Paulo. Projeto e execução de estruturas de concreto armado. São Paulo, SP: O Nome da Rosa, 2005. 160 p. (Coleção Primeiros Passos da Qualidade no Canteiro de Obras).
  • JIMENEZ MONTOYA, P; MONSEGUER, A. Garcia; CABRE, F. Moran. Hormigon armado. Barcelona: Gustavo Gili, [s.d.]. v. 2.
  • JIMENEZ MONTOYA, P; MONSEGUER, A. Garcia; CABRE, F. Moran. Hormigon armado. 8. ed. Barcelona: Gustavo Gili, [s.d.]. v. 1.