INFOMAUÁ Mauá
edição 132 - Maio de 2022

Nova diretoria do Instituto Mauá de Tecnologia toma posse em 1.º de maio

O presidente Luiz Carlos de Queiróz Cabrera pretende fortalecer o diálogo com todas as áreas representativas dentro do IMT

Presidente Mauá O novo presidente do IMT, Luiz Carlos de Queiróz Cabrera é Engenheiro Metalurgista da turma 2000 da Mauá.

Eleita em 7 de abril, a nova diretoria do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) toma posse em 1.º de maio para cumprir o mandato de três anos, conforme o Estatuto do IMT. Liderada pelo presidente Luiz Carlos de Queiróz Cabrera, Engenheiro Metalurgista da turma 2000 da Escola de Engenharia Mauá, a nova diretoria também conta com o vice-presidente e Engenheiro, Daniel Marques de Almeida, o 1.º secretário e Engenheiro, Hubert Alquéres, e o 2.º secretário e Engenheiro, Mauricio Hiroshi Muramoto.

Cabrera chega à presidência da Mauá com uma bagagem profissional e acadêmica bastante rica e extensa. Ele é Pós-Graduado em Administração pela Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), com extensão em Business Administration pela USC-University of Southern California em Los Angeles, USA. Também lecionou na Mauá durante 10 anos, e há 40 na Escola de Administração de Empresas da FGV, no IBGC-Instituto de Governança Corporativa e na EMI-Escola de Marketing Industrial.

"Considero que o fato de ter feito uma carreira profissional híbrida, ou seja, na Academia e no Mercado Profissional, ajudou muito a conquistar um olhar amplo para a sociedade e seus desafios. Trabalhei na Indústria, depois por 44 anos tive minha empresa de consultoria com uma amplitude internacional e, hoje, ainda atuo como consultor, principalmente em Governança Corporativa. Em função do meu trabalho, conheci praticamente o mundo todo, diferentes povos e culturas, o que me ajudou a aperfeiçoar o meu feeling para a gestão de pessoas", reforça o entusiasmado presidente do IMT.

Futuros projetos

O principal objetivo da nova diretoria é manter todos os cursos de graduação e pós-graduação no cenário de destaque na comunidade acadêmica, tanto no País quanto no Exterior. Por isso, antes de propor qualquer mudança mais contundente, Cabrera pretende fortalecer o diálogo com todas as áreas representativas dentro do instituto.

"No entanto, algumas ações já nos parecem muito claras, como a necessidade de rever o modelo de Governança e torná-lo mais ágil e integrado, reavaliar os Estatutos e resgatar a existência e o papel da AEXAM (Associação dos Ex-alunos do Instituto Mauá de Tecnologia). Nossa intenção é ser uma diretoria bem mais próxima, tanto da Superintendência quanto das áreas acadêmicas e do Centro de Pesquisas (CP)", reforça.

Instituto Mauá de Tecnologia - Todos os direitos reservados 2022 ©