Sistemas – Automação Metroferroviária, Alimentação e Tração Elétrica - 40h On-line

Objetivo

Permitir aos profissionais atuantes no setor metroferroviário ou em atividades afins, com diferentes formações em Engenharia a atividades correlatas, ter a oportunidade de consolidar seus conhecimentos e experiências adicionando o estudo da dinâmica  metroferroviária e interação veículo-via e de sistema metroferroviários à especialização em automação metoferroviária (sinalização e centro de controle operacional-CCO) e tração elétrica (alimentação e redes aéreas de tração).

Público-alvo

Profissionais com diferentes formações como Engenharia, Técnicos de nível superior, Arquitetos e outros graduados que atuem ou pretendam sistematizar e consolidar conhecimentos multidisciplinares, para atenderem às diferentes demandas das empresas atuantes no setor metroferroviário (operadores, fabricantes, consultoras, manutenção, logística, financeiras e jurídicas entre outras).

Mais Informações

Início do Curso
Setembro de 2020
Horário
Das 19h às 21h
Dias de aula
Terças e quintas-feiras

Investimento
R$3.200,00
3 parcelas de R$ 1.066,66**

VALORES ESPECIAIS

Alunos e Colaboradores do IMT: R$ 1.920,00
Ex-aluno do IMT associados à AEXAM: R$ 2.080,00
Ex-alunos do IMT: R$ 2.240,00
Alunos de Graduação e Pós-graduação de outras instituições de ensino: R$ 2.560,00 (descontos não cumulativos)

*Valores já atualizados para 2020, sujeitos a correção por índices inflacionários para o período de 2021
**Parcelamento no Cartão de Crédito

Coordenação

Henrique José Boneti

Engenheiro Eletricista pela Escola de Engenharia Mauá (1974), Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental pela FIPT- Instituto de Pesquisas tecnológicas do ESP (IPT-2007), créditos das disciplinas do Curso de Mestrado em Finanças-Escola de Economia e Administração- USP (1988-1991) e Pós-graduação em Economia de Empresas, CEAG-FGV-Fundação Getúlio Vargas-SP (1978-1980). Experiência ampla em empresas de consultoria e industriais com atuação local e internacional tais como Engevix, Indústrias Villares S.A., Sigla-Jeumont Schneider, Resana S.A.-Indústrias Químicas, CMW/Alstom, Siemens, TIISA S.A. e SSBB Consultoria. Consultor técnico da Revista Ferroviária e em alimentação (tração) elétrica de sistemas de transportes metroferroviários.

Manoel Ferreira Mendes

Engenheiro Eletricista pela Universidade Católica de Petrópolis, atuante no setor desde 1983, com especialização em engenharia industrial e sistemas de potência. Pós-graduado em Management pela FGV e engenharia metroferroviária pelo IME-Instituto Militar de Engenharia. Coordenador dos cursos de pós-graduação em Engenharia Metroferroviária do CEPEFER-Centro de Pesquisas Ferroviárias (MBRail-Master Business Rail) e da primeira ferrovia-escola, Ferrovia-Escola de Paraíba do Sul. Ocupou cargos de gerência, diretoria e consultoria em diversas empresas como Cia. Industrial Santa Matilde, Schneider, Alstom, Siemens e T´Trans.

Disciplinas

Dinâmica Metroferroviária e Interação Veículo-Via

8 h

Principais conceitos relativos à dinâmica metroferroviária como os efeitos das resistências normais, dinâmica do movimento, evolução do contato roda-trilho, teoria da inscrição ferroviária, perfis verticais e horizontais da via permanente, movimentos parasitas nos veículos, sistema ferroviário e aderência. Também são abordados os aspectos de trabalho e potência de Tração, força e esforço trator. Estudo do comportamento e desempenho de um trem e dimensionamento de trens. Dimensionamento de trens.

Operação de Sistemas Metroferroviários – Planejamento e Controle

8 h

Tráfego metroferroviário e seus aspectos específicos. Movimentação dos trens. Estações, terminais e pátios. Integração multimodal. Estudo da capacidade de vias. Introdução à simulação operacional.

Sistemas – Automação Metroferroviária, Alimentação e Tração Elétrica

16 h

Sistema de automação metroferroviária. Centro de controle operacional (CCO), sinalização e telecomunicação. Aspectos do controle de tráfego. Evolução dos sistemas de sinalização: CTC, ATP, ATO, ATC, CBTC, conceitos e equipamentos. Gerenciamento das funcionalidades operacionais em sinalização.

Alimentação e tração elétrica. Evolução das Subestações de Tração e dos sistemas de redes de alimentação elétrica.  A concepção de Sistemas de Eletrificação. Telecomando e Telecontrole dos Sistemas. Eletrificação em corrente contínua e seus equipamentos. Eletrificação em corrente alternada monofásica e seus equipamentos. Aspectos relativos à proteção elétrica dos sistemas eletrificados. Rede aérea de tração elétrica (catenária), conceitos e equipamentos. Estudo e conceitos do dimensionamento de sistemas eletrificados.

Sistemas Metroferroviários

8 h

Conceitos em transporte metroferroviário, descrição dos diferentes modos, aspectos de projeto e análise com foco em análise sistêmica e de engenharia detalhando conceitos referentes a desempenho, capacidade, produtividade, eficiência e usos. Discute-se as características e comparações entre diferentes modos.

Corpo Docente

Cassiano Lobo Pires

Engenheiro eletricista pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestre, doutor e pós-doutor em engenharia elétrica pela Escola Politécnica de Universidade de São Paulo. Atua há 20 anos na área de tração elétrica metroferroviária (instalações fixas e material rodante) exercendo funções técnicas na USP, Metrô de São Paulo, Alstom Brasil e Bombardier Hennigsdorf. Consultor em simulação elétrica para sistemas de transportes eletrificados. Autor do livro "Engenharia ferroviária e metroviária: Do trólebus ao trem de alta velocidade".

Frederico A. H. Karg

Graduação e pós-graduação pela EPUSP - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 1974. Especialização em Concepção, Projeto, Implantação e Gestão de Sistemas Integrados de Transporte e Logística. Desde 1976, tem atuado nas áreas de concepção, desenvolvimento, viabilização e gestão de empreendimentos nas áreas de transporte ferroviário, portuário, navegação fluvial e armazenagem de commodities agrícolas, tendo prestado serviços às principais ferrovias, a portos brasileiros e diversas empresas do agribusiness. Sócio fundador e diretor das empresas Freight Consultoria e Projetos Ltda e Freight Car, Comércio e Serviços e Locação de Materiais Ferroviários, atuando nas áreas de consultoria, locação e manutenção de vagões ferroviários, desde 1992.Diretor de Operações da Ferronorte, atual Rumo Malha Norte, desde a sua concepção, em 1987 até o início de sua operação, em 1998. Assessor de Diretoria na Fepasa Ferrovias Paulista S/A - 1983 a 1989. Engenheiro na área de consultoria e projetos de transporte do CNEC - Consórcio Nacional de Engenheiro Consultores – 1978 a 1982. Analista de Sistemas da Marinha de Guerra do Brasil -1977 a 1978. Professor na área de transportes no Depto de Engenharia Naval da EPUSP - 1976 a 1980.

Henrique José Boneti

Engenheiro Eletricista pela Escola de Engenharia Mauá (1974), Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental pela FIPT- Instituto de Pesquisas tecnológicas do ESP (IPT-2007), créditos das disciplinas do Curso de Mestrado em Finanças-Escola de Economia e Administração- USP (1988-1991) e Pós-graduação em Economia de Empresas, CEAG-FGV-Fundação Getúlio Vargas-SP (1978-1980). Experiência ampla em empresas de consultoria e industriais com atuação local e internacional tais como Engevix, Indústrias Villares S.A., Sigla-Jeumont Schneider, Resana S.A.-Indústrias Químicas, CMW/Alstom, Siemens, TIISA S.A. e SSBB Consultoria. Consultor técnico da Revista Ferroviária e em alimentação (tração) elétrica de sistemas de transportes metroferroviários.

Jorge Martins Secall

Físico pela USP (1985). MSc(Eng) em Sistemas Ferroviários pela Universidade de Sheffield na Inglaterra (2001) e Doutor em Engenharia Elétrica - Sistemas Digitais pela Universidade de São Paulo (2007) . MBA pela FIA USP (2005) e é membro do IRSE, instituto dos engenheiros de sinalização da Inglaterra. Profissional associado à Egis Brasil em tempo integral (2020). Foi Diretor técnico, pela DB-Deutsh Bahn International, do consórcio que elaborou os estudos do PAM-TL para o Governo do Estado de São Paulo (BID). Mais 35 anos de experiência na área metroferroviária tendo iniciado carreira no Metrô SP com a manutenção de sistemas eletrônicos de sinalização. Após 24 anos deixou a empresa como Gerente de Manutenção. Mais 35 anos de experiência na área. Iniciou sua carreira na Companhia do Metropolitano de São Paulo com a manutenção de sistemas eletrônicos de sinalização. Deixou o Metrô 24 anos depois como Gerente de Manutenção. Participou da implantação do primeiro sistema de metro pesado do hemisfério sul (Linha4 -Amarela-Grupo Empresarial CCR), sem operador, operando em UTO GoA4. Consultor em diversas empresas como Arup/UK, TPI/Brasil, Banco Pactual, Certifer/França e CITF-U. Politécnica de Madrid. Docente de pós na U. São Carlos/USP e IMT-Escola de Engenharia Mauá.

Manoel Ferreira Mendes

Engenheiro Eletricista pela Universidade Católica de Petrópolis, atuante no setor desde 1983, com especialização em engenharia industrial e sistemas de potência. Pós-graduado em Management pela FGV e engenharia metroferroviária pelo IME-Instituto Militar de Engenharia. Coordenador dos cursos de pós-graduação em Engenharia Metroferroviária do CEPEFER-Centro de Pesquisas Ferroviárias (MBRail-Master Business Rail) e da primeira ferrovia-escola, Ferrovia-Escola de Paraíba do Sul. Ocupou cargos de gerência, diretoria e consultoria em diversas empresas como Cia. Industrial Santa Matilde, Schneider, Alstom, Siemens e T´Trans.

Varlei Silva Gloder

Engenheiro Eletricista pela Escola de Engenharia São Paulo (1984). Presidente da Comissão de Estudos de Sinalização CE - 6.003.01 do Comitê Brasileiro Metro ferroviário - ABNT (período de 1992 a 1998).  Sócio-diretor da Dominion Engenharia, atuando como Responsável Técnico nos contratos realizados pela empresa, destacando  os Serviços de Projetos (básicos e executivos) e Implantação de Sistemas Metro ferroviários, compreendendo Sistemas de Sinalização e Controle (convencional, microprocessados e CBTC), Controle Centralizado, Sistemas de Telecomunicações (Telefonia, Transmissão de Dados, CFTV, Cronometria, Radiocomunicações e Controle de Acesso), Sistemas de Suprimento de Energia de Tração e Rede Aérea de Tração (convencional e rígida). Participação em projetos das principais operadoras de transporte sobre trilhos, METRÔ-SP, CPTM, METRÔ-RIO, SUPERVIA, TRENSURB, METROFOR, VLT–Maceió, VLT–Petrolina, MRS, VLI e VALE. Anteriormente atuou nas empresas AGIRE Implantação de Projetos como sócio diretor, Ductor Implantação de Projetos e PROMON Engenharia, sempre atuando na análise/elaboração de projetos básicos e executivos, supervisão/implantação de sistemas metro ferroviários.

Wilmar Fratini

Engenheiro Eletricista pela Escola de Engenharia de São Carlos-USP (1986). Gestão Empresarial Orientada para Excelência em Desempenho-FIA/USP (2001). MBA Excelência Gerencial-FIA/USP (2003-2005). Assessor da Diretoria de Operação-Metrô SP (desde 1987). Coordenador e Professor Cursos Técnicos de Transporte Metroferroviário e sobre Pneus na Escola Técnica Estadual SP-ETESP (desde 2001). Coordenador do Grupo de Trabalho de Gestão Integrada-Comissão Metroferroviária-ANTP (2004-2012). Engenheiro da Cobrasma (1986-1987) responsável pela equipe elétrica, mecânica e hidráulica para as linhas de montagem de trens e ônibus rodoviários.

>