Isabela Mehi Gaspari Augusto desenvolveu um projeto que possibilita otimizar o processo de produção de gás hidrogênio a partir da digestão do soro de leite

São Paulo, abril de 2021 - Formada em 2020, a ex-aluna do curso de Engenharia Química, Isabela Mehi Gaspari Augusto, recebeu Menção Honrosa, na Etapa Internacional, no 28.°SIICUSP (Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP), maior prêmio na área de Engenharias, na Etapa Internacional. O SIICUSP  é um evento anual que tem como objetivo divulgar os resultados dos projetos de iniciação científica e tecnológica realizados por alunos de graduação da USP e  de outras instituições nacionais e internacionais.

O evento é composto de duas fases. Na primeira, cada Unidade, ou grupo de Unidades, organiza seu próprio evento, com trabalhos de sua área específica. Os estudantes apresentam seus projetos para uma comissão avaliadora, que indica os mais bem avaliados para a segunda fase, "Etapa internacional". Nessa fase, os estudantes selecionados têm a oportunidade de apresentar seus trabalhos novamente. Os melhores trabalhos da segunda etapa são agraciados com o prêmio de Menção Honrosa que, geralmente, são distribuídos para menos do que 2 % de todos os inscritos no simpósio.

"O projeto que apresentei - intitulado "Produção de hidrogênio por processo de digestão anaeróbia termofílico a partir de efluente da indústria de lácteos: influência da estratégia de partida do reator" - foi desenvolvido ao longo de 2019 como projeto de Iniciação Científica. Utilizei toda a estrutura do Laboratório de Engenharia Bioquímica do Instituto Mauá de Tecnologia, com o auxílio do CEUN-IMT e da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo)", explica Isabela, que escolheu seguir a carreira de pesquisadora.

Com a orientação da Prof.ª Dr.ª Suzana Maria Ratusznei, a colaboração da Prof.ª Giovanna Lovato (co-orientadora) e do Prof. José Alberto Domingues Rodrigues (líder do grupo de pesquisa), no projeto  a pesquisadora buscou uma estratégia simples que possibilitasse otimizar o processo de produção de gás hidrogênio a partir da digestão do soro de leite. O soro de leite é um subproduto da indústria de laticínios; em alguns casos, é descartado por causa de seu alto volume gerado, que em 2020 foi estimado em 190 milhões de toneladas produzidos no mundo. "Vale ressaltar que, além da Menção Honrosa, o projeto foi indicado para participar da Jornada Nacional de Iniciação Científica da 73.ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência", reforça a Prof.ª Dr.ª Suzana.

Além da experiência proporcionada pelo evento como um precioso intercâmbio de conhecimento e networking, a Menção Honrosa é um reconhecimento muito valioso com grande relevância no âmbito científico, sendo um diferencial com grande potencial para abrir portas no futuro. "A Mauá e os orientadores foram essenciais nesta conquista, além de todo o suporte físico com laboratórios de ponta e da bolsa de estudos concedida. Certamente, a expertise do grupo de pesquisa foi decisiva para o sucesso do projeto", conclui a engenheira.

Informações para a Imprensa
RPMA Comunicação - Assessoria de Imprensa do Instituto Mauá de Tecnologia
Rodrigo Santos (rodrigo.santos@rpmacomunicacao.com.br) (11) 9 9354-5230