Engenharia de Controle e Automação

Ao longo dos tempos, os processos produtivos e a sociedade têm evoluído, na maioria das vezes devido ao desenvolvimento de novas tecnologias. Entre as mais recentes dessas, destaca-se a microeletrônica.

A evolução da microeletrônica e o desenvolvimento dos processadores na década de 1970 provocaram profundas modificações nos sistemas mecânicos.

Nas décadas seguintes, surgiram alterações nas máquinas e equipamentos, que passaram a ser concebidos utilizando-se a combinação dos dispositivos mecânicos com o controle por meio da eletrônica e software.

Os sistemas de fabricação modernos fazem uso extremo da combinação destas três áreas de conhecimento: sistemas mecânicos, eletrônicos e de informática, que operam com algum nível de automação. Alguns exemplos desses sistemas são as máquinas CNC, robôs, CLPs, computadores e softwares para controlar tais sistemas. Além disso, esses sistemas são integrados por redes de comunicação e bancos de dados para operarem como um único.

Essas mudanças também estão acontecendo nos produtos de consumo. Produtos que utilizam microprocessadores são chamados ?produtos inteligentes?. São exemplos: câmeras fotográficas, câmeras de vídeo, máquinas copiadoras, impressoras, portas automáticas, air bag, controle de tração, suspensão ativa, piloto automático, próteses inteligentes e equipamentos de diagnóstico médico. Produtos esses antes impossíveis ou economicamente inviáveis.

Todos esses sistemas e produtos consistem numa integração adequada de tecnologias provenientes das engenharias mecânica e eletrônica e da ciência da computação.

Essa combinação de conhecimentos de forma simultânea apontou para a necessidade de um profissional com conhecimentos dessas três áreas e de sua interrelação. Com isso, uma nova modalidade de engenharia surgiu: a Engenharia de Controle e Automação.

O curso de Controle e Automação da Mauá foca a formação do aluno nas áreas da Engenharia Mecânica, quanto às máquinas e processos de fabricação, da Engenharia Eletrônica e da ciência da computação, além das suas aplicações em controle de processos e automação industrial.

Os alunos do curso são preparados, com conhecimentos de mecânica, eletrônica e computação, para atuar e desenvolver-se em novas áreas, entre as quais se destacam: máquinas e dispositivos inteligentes, robótica, sistemas autônomos, integração de sistemas automatizados, automação da manufatura, automação predial e controle de processos.

A partir de 2017 os candidatos podem escolher a duração dos cursos de Engenharia Noturno, de 5 ou 6 anos. O curso de 5 anos tem mais disciplinas por série e, consequentemente, uma carga horária semanal maior. A carga horária total é a mesma nas duas opções.

Coordenador

Fernando Silveira Madani Fernando Silveira Madani Mais Informações

Campus de São Caetano do Sul

4
Diurno
Duração: 5 anos
Horário: 26 horas/semana distribuídas de 2ª. a 6ª. entre 07:40 e 18:30 e sábados entre 07:40 e 13:00*
Mensalidade: R$ 2.717,52
Noturno
Duração: 5 anos
Horário: 26 horas/semana distribuídas de 2ª. a 6ª. entre 19:00 e 22:30 e sábados entre 07:40 e 15:00*
Mensalidade: R$ 2.717,52
Noturno
Duração: 6 anos
Horário: 20 a 24 horas/semana distribuídas de 2ª. a 6ª. entre 19:00 e 22:30 e sábados entre 07:40 e 15:00*
Mensalidade: R$ 2.264,34

*Pode haver oferta de atividades optativas ou de dependência fora dos horários apresentados.

Mais informações

Esclarecimentos adicionais podem ser obtidos pelo telefone 0800 019 3100.

Compartilhe