Perfil do Egresso

Qual profissional você vai ser no final do curso superior?

O engenheiro de computação formado pela Mauá destaca-se no mercado de trabalho e é preparado para as atividades profissionais aprimorando as competências relacionadas com as atividades do engenheiro de computação como:

1) Conhecimentos gerais

  1. nos diversos aspectos da sua habilitação profissional, pronto para atuar nas áreas da Engenharia de Computação;
  2. nas áreas da Engenharia de Computação relativas a linguagens de programação, Engenharia de Software, Arquitetura de Computadores, Sistemas Operacionais, Algoritmos, Banco de Dados, Métodos de Otimização, Comunicações, Inteligência Artificial, Redes de Computadores, Sistemas Embarcados, Computadores e Sociedade, Modelos de Negócios em TI;
  3. nas áreas de Eletrônica, Sistemas Digitais, Microcontroladores e Sistemas Embarcados;
  4. conhecimentos de TI Verde e Sustentabilidade relativos a instalações elétricas, dimensionamento de cargas, eficiência energética, fontes renováveis;
  5. transdisciplinar não apenas para atuar nas diversas áreas da Engenharia de Computação, mas também para propiciar uma visão sistêmica na solução de problemas técnicos;
  6. para avaliar os impactos sociais e ambientais do seu trabalho, atuar em equipes multidisciplinares envolvendo especialistas de várias áreas, projetar, executar experimentos e analisar seus resultados.

2) Habilidades específicas do engenheiro para

  1. avaliar o impacto das atividades de Engenharia no contexto social e ambiental;
  2. avaliar a operação e manutenção de sistemas e processos na sua área de atuação;
  3. conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos na sua área de atuação;
  4. desenvolver visão sistêmica e interdisciplinar na solução de problemas técnicos;
  5. desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
  6. projetar e conduzir experimentos e interpretar seus resultados;
  7. sintetizar informações e desenvolver modelos para a solução de problemas nas áreas da Engenharia de Computação;
  8. gerenciar pessoas e recursos em projetos de TI;
  9. utilizar os recursos de informática necessários para o exercício da sua profissão.

3) Atitudes pessoais para o exercício da profissão

  1. espírito de liderança e capacidade para inserir-se no trabalho em equipe;
  2. interesse em buscar, continuamente, a sua atualização e aprimoramento profissional;
  3. postura ética e consciência crítica em questões sociais e ambientais;
  4. consciência de seu papel como agente transformador da sociedade;
  5. compromisso com a qualidade e segurança do trabalho;
  6. dinamismo para saber acompanhar as mudanças tecnológicas em constante transformação.