Objetivos do Curso

Amparada pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Engenharia (RESOLUÇÃO CNE/CES 11, de 11 de março de 2002), a formação do Engenheiro Civil do Instituto Mauá de Tecnologia tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências gerais:

  1. aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
  2. projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  3. conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  4. planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de engenharia;
  5. identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
  6. desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
  7. supervisionar a operação e a manutenção de sistemas;
  8. avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas;
  9. comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
  10. atuar em equipes multidisciplinares;
  11. compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais;
  12. avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  13. avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;
  14. assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

O Instituto Mauá de Tecnologia, ciente ainda de que o propósito do curso de Engenharia Civil é o de formar um profissional da área de engenharia capaz de desempenhar com propriedade as atividades de engenharia aplicadas à indústria da construção civil e à infraestrutura, adotou, por princípio e com base no perfil do egresso desejado, fundamentar o conhecimento tecnológico e de engenharia sobre um sólido conhecimento científico para preparar um profissional capaz de acompanhar o desenvolvimento tecnológico.

Para isso, o Instituto Mauá de Tecnologia escolheu fundamentar o ensino da Engenharia Civil nas seguintes premissas:

  1. ensino-aprendizagem como processo continuado ? deve ser dada ênfase em ensinar a aprender. Tanto o aluno quanto o profissional já formado devem estar abertos a novas ciências, novos métodos, novos conceitos e também entender que o processo de aprendizagem ocorre durante toda a vida;
  2. criatividade e experimentação ? o currículo de Engenharia Civil deve proporcionar a possibilidade de aprendizado incidental, incentivando, também, a escolha de métodos; a autonomia, a inovação e a experimentação;
  3. estrutura curricular flexível com disciplinas eletivas ? para ser possível acompanhar mudanças e tendências tecnológicas;
  4. adoção do conceito de que o docente é, fundamentalmente, docente do curso e não da disciplina. Com isso, estimula-se a atuação de docentes em áreas que se intercomuniquem, para permitir que tenham visões múltiplas do processo de formação, favorecendo a visão global do ensino.

Com isso, pretende-se que, fundamentalmente, o Engenheiro Civil formado no Instituto Mauá de Tecnologia tenha a capacidade de:

  • Supervisão, coordenação e orientação técnica;
  • Estudo, planejamento, projeto e especificação;
  • Estudo de viabilidade técnico-econômica;
  • Assistência, assessoria e consultoria;
  • Direção e fiscalização de obra e serviço técnico;
  • Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico;
  • Desempenho de cargo e função técnica;
  • Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica;
  • Elaboração de orçamento;
  • Padronização, mensuração e controle de qualidade;
  • Execução de projeto, instalação, montagem, operação, reparo, obra e serviço técnico;
  • Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção.